Essencialmente, o propósito da pesquisa de mercado é aprofundar nossa compreensão sobre os indivíduos. As metodologias de pesquisa convencionais frequentemente agrupam diferentes segmentos para oferecer uma visão mais definida das características demográficas. De fato, isto é praticamente uma necessidade na profissão – a meta é, geralmente, compreender como o demográfico X se sente em relação ao assunto Y.

Entretanto, o que ocorre quando os indivíduos não se ajustam às classificações em que nos acostumamos a confiar? E o que acontece quando não se encaixam nas categorias de gênero que estabelecemos, considerando que o gênero é uma das informações mais frequentemente coletadas pelos pesquisadores?

A falta inclusão de gênero na pesquisa de mercado

Assim como em muitos outros setores, a pesquisa está repensando suas práticas atuais e encontrando formas de melhorar. Um ponto importante que encontramos é sobre as perguntas de classificação na pesquisa e como pedimos aos participantes que informem seu gênero.

Ficou muito claro que alguns desses rótulos “antigos” não representam todas as pessoas e não foram criados para compreender a natureza diversa e complexa da identidade humana.

A inclusão de gênero na pesquisa de mercado pode estar ausente em várias áreas. Aqui estão alguns exemplos:

  • Perguntas demográficas: Tradicionalmente, as pesquisas demográficas têm oferecido apenas “masculino” e “feminino” como opções para a pergunta sobre gênero. Isso exclui pessoas que se identificam como não binárias, de gênero fluido, transgênero, entre outras identidades de gênero. Além disso, perguntas sobre sexo biológico, geralmente solicitadas em pesquisas de saúde, podem não refletir adequadamente a identidade de gênero de uma pessoa.

  • Design da pesquisa: As pesquisas muitas vezes são projetadas com base em suposições baseadas em gênero, o que pode criar um viés nos resultados. Por exemplo, uma pesquisa pode fazer perguntas sobre cuidados infantis apenas para as mulheres, presumindo que as mulheres são as principais cuidadoras.

  • Análise de dados: Quando os dados são analisados, as diferenças de gênero muitas vezes são simplificadas em categorias binárias, o que pode mascarar as experiências e opiniões das pessoas que não se encaixam nessas categorias.

  • Recrutamento de participantes: As estratégias de recrutamento podem inadvertidamente excluir certos grupos de gênero. Por exemplo, se uma pesquisa está procurando “mães de crianças pequenas”, pode excluir pais que são os principais cuidadores, bem como mães transgênero ou não binárias.

  • Comunicação dos resultados: Os resultados das pesquisas muitas vezes são comunicados de maneira a reforçar os estereótipos de gênero, em vez de desafiá-los. Por exemplo, uma pesquisa pode enfocar as diferenças entre homens e mulheres, sem levar em conta a variedade de experiências dentro desses grupos.

Para melhorar a inclusão de gênero na pesquisa de mercado, é necessário um esforço consciente para questionar e desafiar as suposições baseadas em gênero em todas as fases do processo de pesquisa. Isso inclui o design da pesquisa, a coleta de dados, a análise dos resultados e a comunicação dos resultados.

Como melhorar a inclusão de gênero para os participantes da pesquisa de mercado?

Melhorar a inclusão de gênero em pesquisas de mercado é uma parte crucial para garantir que os resultados da pesquisa sejam representativos e justos. Aqui estão algumas estratégias para melhorar a inclusão de gênero:

  • Opções de gênero: Nas perguntas demográficas, permita que os respondentes selecionem a opção de gênero que melhor se alinha à sua identidade. Em vez de apenas “masculino” e “feminino”, considere incluir opções como “não binário”, “prefiro não dizer”, ou um campo aberto onde os respondentes podem se auto-identificar.

  • Evite Assunções Baseadas em Gênero: Ao formular perguntas, evite fazer suposições baseadas no gênero dos respondentes. Por exemplo, não assuma que todas as mulheres têm filhos ou que todos os homens estão empregados.

  • Use Linguagem Neutra de Gênero: Em suas perguntas e nas opções de resposta, use uma linguagem que seja neutra em termos de gênero sempre que possível.

  • Respeite a Privacidade: Respeite a privacidade dos respondentes, fornecendo a opção de não responder a perguntas sobre gênero ou outras informações demográficas sensíveis.

  • Inclusão de Gênero na Análise: Na fase de análise dos dados, assegure-se de que você esteja considerando as experiências de todos os gêneros e não apenas focando em “masculino” e “feminino”.

  • Recrutamento Equitativo: Quando estiver recrutando participantes para sua pesquisa, certifique-se de que você está se esforçando para incluir pessoas de todos os gêneros.

Ao aplicar essas práticas, você pode ajudar a garantir que sua pesquisa de mercado seja mais inclusiva e representativa, permitindo que você obtenha insights mais precisos e equitativos.

Quais os benefícios da representação de gênero inclusiva em pesquisas de mercado?

A inclusão de gênero nas pesquisas de mercado traz uma série de benefícios significativos:

  • Dados mais precisos: Quando as pesquisas de mercado incluem todas as identidades de gênero, os dados coletados são mais representativos da população real. Isso melhora a precisão dos insights e faz com que os resultados sejam mais confiáveis.

  • Compromisso com a diversidade e inclusão: A adoção de uma abordagem de pesquisa inclusiva demonstra um compromisso claro com a diversidade e inclusão. Isso pode aumentar a confiança e a lealdade do consumidor, especialmente entre os grupos marginalizados.

  • Melhor entendimento dos consumidores: A inclusão de gênero pode revelar insights importantes sobre comportamentos, atitudes e necessidades específicas que podem ser ignorados em pesquisas mais tradicionais.

  • Identificação de novas oportunidades de mercado: Ao incluir todos os gêneros, as empresas podem identificar novas oportunidades de mercado que de outra forma poderiam ser negligenciadas.

  • Responsabilidade social: Ao incluir e reconhecer todas as identidades de gênero, as empresas estão contribuindo para a igualdade e justiça social.

Em resumo, a inclusão de gênero nas pesquisas de mercado pode levar a resultados mais precisos, melhorar o entendimento dos consumidores, identificar novas oportunidades, demonstrar um compromisso com a diversidade e contribuir para uma sociedade mais equitativa.